Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Rectangle 212 + Rectangle 212 + Rectangle 212 Created with Sketch. Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Twitter Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta.

3 May 2019

Pöyry desenvolve a engenharia detalhada da Usina Termelétrica Onça Pintada da Eldorado, em Mato Grosso do Sul

Com 50MW de capacidade, a usina produzirá energia para a rede pública a partir de biomassa processada proveniente de resíduos de florestas plantadas e descartados da produção da celulose, maximizando o aproveitamento de matéria-prima

A Pöyry, multinacional finlandesa de consultoria e serviços de engenharia, está desenvolvendo o projeto de engenharia detalhada da Usina Termelétrica (UTE) Onça Pintada, que será instalada no município de Três Lagoas (MS). A Pöyry foi responsável, também, pelo processo de licenciamento ambiental do empreendimento, bem como pela engenharia básica da usina.

A usina terá capacidade de 50MW e sua produção será totalmente vendida para a rede pública – a Eldorado foi uma das vencedoras do leilão A-5 da Aneel, realizado em 2016, para geração de energia elétrica, e tem prazo até 2021 para entrar em operação. Ao utilizar como combustível para a caldeira, biomassa processada (triturada) proveniente principalmente de raízes e tocos – e eventualmente – galhos e madeiras picadas – descartados do processo de fabricação de celulose, a UTE Onça Pintada tirará proveito de sinergias geradas pelas áreas de florestas plantadas para produção de celulose da Eldorado.

Dentre as particularidades deste projeto, destaca-se também a sinergia dessa usina com a fábrica de celulose existente, que fornecerá água industrial, tratamento de efluentes, água desmineralizada, vapor, ar comprimido, produtos químicos, entre outros.

“Todos os projetos serão gerados em 3D, em forma de Plano Diretor, e ajustado às necessidades futuras de crescimento da fábrica”, explica Nilson Niero, diretor de Estudos, Projetos Especiais, Energia, Infraestrutura e Consultoria da Pöyry, ao destacar que também será produzida vista arquitetônica de conjunto da UTE Onça Pintada e do pipe-rack, além do desenho completo da instalação do turbogerador.

Sobre a Pöyry

A Pöyry é uma empresa internacional de engenharia e consultoria, que oferece soluções inteligentes para clientes das áreas de energia, transmissão e distribuição, indústrias de  base florestal, químicos e biorrefinaria, mineração e metalurgia, infraestrutura, água e meio ambiente. Juntos aos clientes, trabalha com as mais recentes inovações digitais.

Com atuação focada em qualidade e integridade, realiza consultoria técnica e estratégica, serviços de engenharia e gerenciamento de obras, sustentados por uma vasta experiência e capacidade de implantação dos mais diversos tipos de projetos.

No Brasil, a Pöyry iniciou atividades em 1974. Atualmente, conta com aproximadamente 500 colaboradores no País.

Globalmente, a empresa possui cerca de 5.500 especialistas, distribuídos em 40 países e 115 escritórios locais. O faturamento do grupo em 2018 foi de 579,5 milhões de euros, e as ações da empresa estão cotadas na bolsa NASDAQ OMX Helsinki.

Siga a Pöyry nas redes sociais: Facebook, Linkedin, Twitter e YouTube.

Informações à imprensa:

GPCom Comunicação Corporativa

Nando Rodrigues –

Murillo Senne –

Giovanna Picillo

Tel.: (11) 3129-5158