Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Rectangle 212 + Rectangle 212 + Rectangle 212 Created with Sketch. Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Twitter Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta.

31 May 2019

Custo da atividade florestal no Brasil cresce menos do que o IPCA no primeiro trimestre de 2019

No acumulado do ano, contudo, o Índice Nacional de Custos da Atividade Florestal, elaborado pela Pöyry, sobe 1,2 ponto percentual acima da inflação

A variação do Índice Nacional de Custos da Atividade Florestal (INCAF) no primeiro trimestre de 2019 foi de 0,5%, bem abaixo da inflação no período, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo), que ficou em 1,5%. No acumulado dos últimos 12 meses, contudo, o INCAF registra alta de 5,8%, ante uma variação de 4,5% na inflação. Calculado pela Pöyry, multinacional finlandesa de consultoria e serviços de engenharia, o INCAF monitora a evolução dos custos da atividade florestal no Brasil e é divulgado trimestralmente.

“A evolução dos custos da atividade florestal nesse início do ano está relacionado, principalmente, ao custo da mão de obra em função do reajuste anual do salário mínimo, ocorrido em janeiro”, explica Dominique Duly, gerente de consultoria em Energia e Agroindústria da Pöyry no Brasil, e que coordena a elaboração do índice. 

Embora no curto prazo a evolução do INCAF nem sempre repercuta nos preços de madeira pagos pelas indústrias, Duly ressalta que ele é um importante termômetro para avaliar a rentabilidade dos produtores de madeira.

“Isso ocorre porque os preços dependem muito mais do balanço entre a oferta e a demanda, ou ainda de fatores exógenos, como o dinamismo do mercado de construção nos Estado Unidos”, afirma.

Sobre o Pöyry Radar

O Radar, boletim publicado trimestralmente pela Pöyry de forma contínua desde 2007, contém dados de preços e custos da indústria de base florestal. As estimativas de preço de madeira e de custos de florestas publicados são resultados da coleta de dados primários de mais de 150 empresas localizadas nas principais regiões florestais do Brasil, que compreendem os estados do Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Todos os preços de madeira publicados incluem os impostos PIS e Cofins. Os preços de madeira em tora são sempre com casca.

Além dos preços de madeira em tora e custos florestais levantados diretamente no mercado, outros indicadores relativos ao mercado florestal nacional, coletados de fontes oficiais, complementam o boletim.

Sobre a Pöyry

A Pöyry é uma empresa internacional de engenharia e consultoria, que oferece soluções inteligentes para clientes das áreas de energia, transmissão e distribuição, indústria florestal, químicos e biorrefinaria, mineração e metalurgia, infraestrutura, água e meio ambiente. Juntos aos clientes, trabalha com as mais recentes inovações digitais.

Com atuação focada em qualidade e integridade, realiza consultoria técnica e estratégica, serviços de engenharia e gerenciamento de obras, sustentados por uma vasta experiência e capacidade de implantação dos mais diversos tipos de projetos.

No Brasil, a Pöyry iniciou atividades em 1974. Atualmente, conta com aproximadamente 500 colaboradores no País.

Globalmente, a empresa possui cerca de 5.500 especialistas, distribuídos em 40 países e 115 escritórios locais. O faturamento do grupo em 2017 foi de 522 milhões de euros, e as ações da empresa estão cotadas na bolsa NASDAQ OMX Helsinki.

Siga a Pöyry nas redes sociais: Facebook, Linkedin, Twitter e YouTube.              

Informações à imprensa:

GPCom Comunicação Corporativa

Nando Rodrigues –

Murillo Senne –

Giovanna Picillo

Tel.: (11) 3129-5158