Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Rectangle 212 + Rectangle 212 + Rectangle 212 Created with Sketch. Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. > Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Twitter Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta.

25 Aug 2021

10 anos da indústria 4.0: tecnologia aliada ao processo de fabricação

Com o passar dos anos, a indústria tem se mostrado atenta às mudanças digitais que estão acontecendo no mercado e adotando tecnologias que promovem transformações estruturais em processos administrativos, diminuindo custos, aumentando a eficiência operacional, gerando insights e criando modelos de negócios inovadores que, até pouco tempo atrás, não eram nem imaginados.

Entender o cenário de transformação digital, proporcionado pela Indústria 4.0, além de exigir um profundo conhecimento sobre as tecnologias como IoT - Industrial Internet of Things (Internet das Coisas Industrial), Analytics, Machine Learning (Modelos de Aprendizado de Máquina), Realidade Aumentada e Digital Twins (Gêmeos Digitais), também necessita de uma compreensão maior dos processos e de todas as disciplinas envolvidas no ciclo de vida de uma operação industrial.

Leia também: Com foco na indústria, Pöyry reforça serviços de digitalização

A origem da Indústria 4.0

O termo Indústria 4.0 foi criado pela ACATECH (Academia Nacional de Engenharia e Ciência da Alemanha) e tem sido usado desde 2011. Da mesma forma que aconteceu nos anos 90 com a implementação de princípios de manufatura enxuta, observou-se que os principais obstáculos e desafios para a implementação da transformação digital nas empresas não estão associados apenas a uma falta de tecnologias ou padrões, mas, sim, a uma estrutura organizacional rígida e conservadora, que não proporciona a abertura para a cultura da inovação, fundamental para a transformação digital.

Nesse sentido, a ACATECH criou um framework multi-dimensional e científico que proporciona uma avaliação completa das quatro “áreas estruturantes” que influenciam a estratégia digital corporativa:

  1. Recursos;
  2. Sistemas de informação;
  3. Cultura;
  4. Estrutura organizacional.

Assim, tornando-se uma ferramenta valiosa que determina o nível de maturidade de cada empresa na Indústria 4.0.

Globalmente, considerando vários setores industriais, o benchmark de ganhos da transformação digital inclui:

- Aumento de 10 a 15% da eficiência operacional;
- 10 a 12% de redução de custos de manutenção;
- 15 a 18% de redução de custos de energia;
- 12 a 15% de redução de custos logísticos, entre outros ganhos.

Desafios rumo à Indústria 4.0

Em 2020, a ACATECH publicou um estudo apresentando quais os principais desafios e lições aprendidas pelas empresas na jornada rumo à Indústria 4.0.

Um problema comum que vem acometendo muitas organizações nos últimos tempos tem sido a implementação de projetos pilotos isolados, ao invés de um programa estruturado e amplo de transformação. Ou seja, os desafios organizacionais e de arquitetura de TI, por exemplo, têm sido negligenciados ou postergados em favor de projetos menores.

Uma estatística publicada no mesmo estudo mostra que, em termos de estágios de maturidade global, a maioria das empresas pesquisadas (80%) está no Nível 2 (“Conectividade”), o que significa que essas empresas já iniciaram os primeiros passos para conectarem as suas máquinas, sistemas e pessoas. Até então, apenas 4% das empresas pesquisadas obtiveram uma média do índice de maturidade que as colocam no nível 3 (“Visibilidade”).

Dessa forma, é possível observar que ainda há um longo caminho a ser percorrido pelas empresas na jornada rumo à Indústria 4.0.

Leia também: Transformação digital ajuda a reduzir custos em OPEX

Digitalização industrial na Pöyry

A Pöyry - parte do grupo AFRY com mais de 16 mil especialistas dedicados nas áreas de infraestrutura, indústria, energia e digitalização, criando soluções sustentáveis para as próximas gerações - por meio de serviços de consultoria em Indústria 4.0, auxilia os seus clientes na caminhada rumo à Digitalização Industrial, construindo a arquitetura necessária (Fundação Digital) e um roadmap estruturado de iniciativas com foco no aumento do nível de maturidade digital, entregando aos clientes mais visibilidade, transparência e previsibilidade.

A Pöyry também possui soluções digitais próprias, reunidas sob o conceito do Smart Site, que utilizam as mais avançadas tecnologias emergentes como Big Data, Analytics/Machine Learning, Computer Vision, Realidade Aumentada, Simulação, Digital Twin, AGV - para otimizar a eficiência operacional, manutenção, segurança e qualidade de processos industriais, enquanto promove o desenvolvimento sustentável do empreendimento do cliente.

Todas essas competências digitais se entendem ao longo das fases de um projeto industrial, seja na Engenharia, Construção e/ou Operação.

Making Future