Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Rectangle 212 + Rectangle 212 + Rectangle 212 Created with Sketch. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Twitter Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta. Slice 1 Created with Sketch Beta.

BLOG: CURANDO NOSSO VÍCIO POR PLÁSTICOS / 18 Sep 2018

Blog: Curando nosso vício por plásticos - Substituindo plásticos por soluções sustentáveis e biodegradáveis

Nós temos um vício. O plástico em si não é o problema. O problema é que somos viciados em necessidades que só podem ser atendidas por materiais com propriedades provenientes dele. O plástico alcançou seu status global nos últimos sessenta anos, mas agora estamos viciados. Ao invés de tirar fotos de plásticos nas praias, que tal pensarmos em soluções de verdade?

Dois grandes problemas conspiram para complicar a situação. Em primeiro lugar, os plásticos fósseis contribuem para as alterações climáticas e quando não são biodegradáveis geram o "oceano de plástico". As soluções inovadoras nas quais a Pöyry é pioneira, juntamente com as principais empresas da Fortune 500, desempenharão um papel na cura de ambas as questões. A cura? Substituição dos plástico por soluções sustentáveis e biodegradáveis.

Os plásticos fósseis devem ser substituídos gradualmente. Anualmente são produzidos 330 Mtons. No momento só podemos substituir uma fração dessa quantidade, se nós, como consumidores, insistirmos em termos os mesmos produtos com as mesmas propriedades e com o mesmo preço. Apenas uma abordagem gradual funcionará.

Existem quatro áreas principais para a substituição de plásticos.

Reduzir o consumo de plástico: obviamente, reduzir o consumo dos produtos feitos com plástico é o primeiro passo. Nesse sentido vemos os governos introduzirem vários impostos, e também outras iniciativas, como por exemplo o recém-anunciado depósito para garrafas plásticas no Reino Unido (drink box deposit), e as proibições de sacolas plásticas na França, Índia e muitos outros países e cidades.

Para substituição, alternativas baseadas em fibras, bioplásticos e plásticos reciclados são os três principais caminhos:

A alternativa baseada em fibras já compete e substitui o plástico – no que respeita às embalagens, uma  batalha de longa data vem sendo travada e está agora em uma situação em que ambos os lados possuem praticamente a mesma posição competitiva.

A alternativa do bioplástico está emergindo. Bioplásticos como o PLA (plástico de poliácido láctico) já estão estabelecidos no mercado e outros tipos vêm ganhando espaço.

A alternativa de plástico reciclável é complicada e desafiadora. Diferentes tipos de plásticos geralmente não se misturam, e até mesmo uma pequena quantidade de um tipo pode poluir toda uma produção. O plástico requer uma coleta apropriada e classificada. A reciclagem com diversos componentes deve ser realizada através de meios mecânicos ou químicos, nos quais ainda não são viáveis por necessitarem de muita energia e terem um custo alto. Assim, novas tecnologias e regulamentações precisam ser desenvolvidas para melhorar as taxas de reciclagem.

A Pöyry, junto a outras empresas das indústrias florestais e químicas, está posicionada em duas principais rotas de substituição de plásticos; com base em fibras e no bioplásticos.

Embalagens, construções, eletrônicos e automotivos são os principais usos finais para os plásticos. A embalagem à base de fibras já é um dos principais focos da indústria. Os bioplásticos estão sendo desenvolvidos por empresas da indústria florestal. Os biocompósitos da indústria florestal já estão no mercado.

Para termos sucesso, precisamos pensar nos usos finais, selecionando os mais relevantes e convenientes, desenvolvendo bioprodutos com as propriedades corretas para substituir os plásticos fósseis. O que chamamos de "Pöyry Plastics Substitution Book" oferece uma abordagem completa, banco de dados e ferramentas de análise, fornecendo soluções reais para ajudar a curar nosso vício. Combinando a expertise da Pöyry em todo o mundo, somos muitas partes da solução para um problema diabolicamente complicado.

Se você não consegue resolver o problema, substitua-o!

Você sabia que os especialistas da Pöyry estão contribuindo ativamente para nos próximos 60 anos substituir os plásticos por alternativas sustentáveis?

Fundada em 1958 e com suas raízes profundas na indústria florestal, os especialistas da Pöyry cresceram como parte da "Geração Plástico". Este ano celebramos o 60º aniversário da Pöyry. Para marcar a ocasião, estamos comprometidos em fazer a diferença através da nossa campanha #PlasticsToBio.

É fundamental para a cultura moderna da Pöyry a importância de capacitar todos os seus 5500 intraempreendedores a criar soluções inteligentes, que se baseiem nas megatendências para agregar valor extra aos clientes.

Expostos às mesmas imagens chocantes do "oceano de plástico", nossos intraempreendedores juntaram suas cabeças para ajudar a encontrar uma cura. Juntos, eles estão usando o seu profundo conhecimento para serem pioneiros em soluções biodegradáveis ​​e sustentáveis para substituir plásticos.

Na Pöyry, nos orgulhamos de estar desempenhando nosso papel na cura do vício do plástico e na melhoria da sociedade pelos próximos sessenta anos e gerações vindouras. Nós temos orgulho de ser Pöyry. #ProudToBePoyry.

Informação de contato

Petri Vasara
Vice President